28
Abr
08

Às cinco da manhã…

Este sábado decidi ir para Bertiandos às cinco da manhã, sim cinco da manhã. Não é bem às cinco mas levantar-me às cinco para sair de casa às seis para estar em Bertiandos às sete. Levantei-me às cinco e vinte, saimos às seis e um quarto e chegamos por volta das sete e dez já tarde demais segundo a minha observação; para apanhar as primeiras horas no local deveria ter chegado, pelo menos, meia hora mais cedo.
oeds-21
Mas nem tudo esteve perdido (pelo menos irremedialvelmente) e lá prossegui; mas primeiro um pequeno resumo para contextualizar tudo. No dia anterior sexta-feira (feriado) deitei-me tarde e quando o relógio despertou às cinco da manhã a vontade para me levantar era pouca mas já que tinha chegado ali, segui em frente. Ainda meio adormecido saí de casa furioso por me ter deitado tão tarde e por ter saido também tão tarde em relação ao previsto, lá fui em direcção a Bertiandos, o facto de o nascer do sol estar particularmente espectacular também não ajudava…

Mas lá chegamos e o dia prometia mas a inspiração, talvez do cansaço, não chegava e a primeira hora não viu nascer uma única fotografia. Mas as coisas melhoraram junto a um dos muitos ribeiros de Bertiandos onde vi as teias de várias aranhas, apanhadas já na luz do dia que acabava de nascer.
oeds-15
Esta foi umas das fotografias que fiz do tema mas não é uma fotografia excepcional e precisava de mais um pouco de flash para equilibrar o fundo escuro (o ribeiro) onde ainda não batia a luz do sol e para destacar mais os fios da teia. Se houve uma lição a tirar desta visita a Bertiandos é que uma boa luz de preenchimento com um bom flash é quase obrigatória em fotografia macro. Nunca fui adepto do uso de flash mas talvez precise de rever essa minha opinião, talvez um Nikon Kit R1C1 ou um Nikon SB-800 mas ainda é cedo para tomar uma decisão, sobretudo porque existem outras mais prementes, nomeadamente dar ao Aperture a sua própria drive de suporte e outra de backup e como estamos a falar num minímo de 750Gb (cada) os valores envolvidos são elevados.

Em termos de estatística as coisas correram como já é habitual, fotografo pouco no início, aumento o ritmo com o passar das horas e cada vez menos tenho a tentação de tirar carradas de fotografias que depois me enchem o disco rígido, assim o número de fotografias tem descrescido e nem pelo facto de ser fácil e barato tirar mais uma fotografia tenho resistido a esse paradigma da fotografia digital, em vez disso concentro-me em fazer as fotografias que ‘vejo’ no local e isso requer tempo, parar e observar algo que inicialmente me chamou a atenção – um detalhe, uma curva no rio e trazer essa fotografia.

Também foi dia de experimentar um percurso diferente do habitual e procurei chegar à lagoa do mimoso ainda de manhã, local que costumo visitar de tarde. Foi outro erro crasso, apressei o passo para chegar lá com boa luz mas foi em vão, quando lá cheguei a luz já estava tão dura que impossibiltava fotografia decente.
oeds-4
Tudo somado temos que com a pressa de chegar a todo o lado com a intenção de ter boa luz não consegui fazer um trabalho com tranquilidade e isso nota-se nas fotografias que ficaram no cartão: boas intenções, um olhar atento mas que precisava de mais trabalho.
O essencial de cometer erros é aprender e não os repetir e mais uma vez aprendi da maneira mais dura: à minha custa e não falo só em termos financeiros (que também são importantes) mas também do facto de existirem expectativas que não foram cumpridas e oportunidades que não foram aproveitadas.

Mas também me diverti (essencial), as lagoas estavam cheias de água o que é uma boa notícia e aprendi algumas coisas. O importante é nunca deixar de aprender e aceitar os precalços pelo caminho.


0 Responses to “Às cinco da manhã…”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


mário venda nova

contactos:

tlm 965 275 830

skype: elogiodasombra

"eu não quero saber se sou o primeiro a dar a notícia, só me preocupo em ter a informação correcta e fazê-lo bem. Essa é uma pressão diária."

larry king

trabalhos pessoais


mariovendanova.com
[este é o meu sítio pessoal onde estão os meus projectos já consolidados e acabados]

in every kind of light
[aqui estão os rascunhos dos meus projectos correntes e inacabados]

publicação de fotos

todas as fotografias pertencem aos respectivos autores assinalados e são publicadas apenas no estrito interesse do comentário e crítica sobre fotografia.

recursos


Loja 'o elogio' na Amazon
[larga variedade de livros de e sobre fotografia. se comprar via este link recebo uma pequena percentagem.]

Loja 'o elogio' na Amazon.com (EUA)
[igual ao link acima mas para a loja da Amazon EUA, de todas as compras continuo a receber uma pequena percentagem.]

Monochrom
[loja boutique, com artigos que não se encontram noutras lojas. os pápeis de impressão fine-art são bons.]

arquivo

stats