04
Ago
08

Nikon D700 – as primeiras imagens.

Graças à Colorfoto do Porto tive o prazer de poder experimentar por uma hora a nova Nikon D700 e fazer alguns Jpeg’s para verificar as capacidades da máquina e para publicar aqui. Desde já os meus agradecimentos à Colorfoto por me ter disponibilizado o equipamento e à equipa – particularmente a Mónica – por ter servido de modelo para as fotos.

A máquina na mão é um pouco maior do que uma D200/D300 em altura e no punho é ligeiramente mais larga, o peso é logo outro factor que ressalta do manuseamento da D700, é mais pesada que as ‘irmãs’ mais pequenas. Prisma e sensor maiores têm um factor preponderante neste campo e não há milagres, para albergar um sensor e espelho correspondente maiores a máquina precisa de um corpo maior. Mas a máquina é substancialmente menor do que o modelo profissional D3, o que para mim é uma clara vantagem para a D700 embora em abono da verdade a ergonomia da D3 está de tal maneira desenhada que o peso não sente, tive uma e outra na mão e a D3 tem o peso melhor distribuído. Mas a diferença de tamanho…
d700
(D3 vs D700)

O visor, apesar dos seus 95% de cobertura, é grande e luminoso e é um avanço em relação aos visores minuscúlos das D200/D300 e de tamanho maior (uma vantagem do sensor maior), o facto de não cobrir 100% do campo de visão obriga a alguma cautela porque não é difícil ficar algum elemento estranho no enquadramento que não vimos na altura do disparo mas não é uma incoveniente grande dado que a D200 também não tem cobertura a 100% – a D300 já tem – e o visor é bastante menor.
Os menús são ligeiramente diferentes das D200/D300 mas similares pelo que não vai haver dificuldades de adaptação para quem fizer o upgrade, idem para os botões na parte de trás em que alguns mudaram de sítio e agradecemos à Nikon ter finalmente colocado um botão central na roda de comandos traseiros. Ergonomicamente nada a apontar à D700 portanto.
Vamos às imagens então. De salientar que a opção de trabalhar em Jpeg não foi casual nem uma questão de facilitismo, trabalhei em Jpeg porque ainda não há descodificadores RAW que façam a descodificação dos ficheiros RAW desta máquina. Fotografei com uma lente Nikon AF Micro-Nikkor 60mm f/2.8D que decidimos usar por ser uma excelente lente macro e a distância focal ser o mais próxima do normal em full-frame, sem distorções nem aberrações importantes.

1ª foto.
d700-1
1250 ISO – f4.5 1/80 – Modo P – Auto WB
Nada a apontar nesta imagem, sobretudo se considerarmos que foi tirada a 1250 ISO, cores naturais, bom detalhe, ruído quase inexistente.

2ª foto.
d700-11
400 ISO – f6.3 1/100 – Modo P – Auto WB – +1EV
O que me agrada nesta imagem é a qualidade notável das zonas desfocadas e o detalhe nas folhas e mais uma vez a completa ausência de ruído, apesar de não existirem sombras nesta imagem. A qualidade das zonas desfocadas é uma qualidade intrínseca aos sensores full-frame que neste campo batem aos pontos os sensores Aps-c. Mas um crop a 100% talvez mostre melhor o que acabo de dizer:
d700-2

3ª foto.
d700-12
1250 ISO – f5 1/60 – Modo P – Auto WB
Imagem nítida, sem ruído a 1250 ISO, sombras sem posterização, zonas desfocadas naturais e boa gama dinâmica. Esta foto demonstra algumas das boas capacidades da D700 que sobressaiem num crop a 100%:
d700-13
As cores estão fiéis e a ausência de ruído continua a espantar mas num crop ainda mais extremo (este crop tem 671 pixeis de largura…) podemos ver em detalhe apenas 15% da imagem:
d7001
E para comparação um crop de 15% de uma imagem da D200 a 640 ISO:
d200
A comparação não favorece a D200 porque a imagem foi produzida a apenas 640 ISO (uma das raras efectuadas a esta sensibilidades e percebe-se porquê), com luz natural sem sombras fortes, foi feita com o melhor zoom 70-200/2.8 da Nikon e mesmo assim a imagem final tem ruído pior e mais difícil de tratar do que a imagem da D700 que tem muito pouco ruído cromático.

4ª foto.
d7002
3200 ISO – f6.3 1/160 – Modo P – auto WB
A 3200 ISO a qualidade precisa de ser vista para se acreditar, e no tamanho original então é surpreendente – é uma imagem perfeitamente utilizável sem grandes compromissos, vê-se algum ruído cromático nas sombras com manchas vísiveis de cor vermelha e verde mas insisto que é uma imagem a 3200 ISO muito razoável que apenas sofre um pouco na gama dinâmica – não há milagres – mas que mantém uma excelente qualidade de cor. Espantoso para 3200 ISO.

No geral a máquina parece-me muito equilibrada, com uma boa capacidade de produzir imagens naturais e com fidelidade de cores. O ruído a altas sensibilidades é espantoso e demonstra como em dois anos apenas a tecnologia passou de uma sensibilidade utilizável até aos 640 ISO para os 3200 com o mesmo resultado final. Ergonomia de topo e peso já no limite do transportável em passeios de montanha, a D700 é a todos os níveis uma máquina excepcional que fará as delícias de quem a adquirir, se juntarmos a isto a sua capacidade full-frame e a qualidade excepcional de imagem verificamos que a Nikon tem outra vencedora nas mãos, dois anos após a D200 que é outra referência. Quem ainda tem máquinas de filme, Nikon F5 ou F100, e ainda com dúvidas para avançar para o digital aqui está a opção ideal, sem necessidade de ‘converter’ as lentes já existentes e com uma qualidade já superior a qualquer diapositivo. Para quem quer full-frame e já tem uma máquina digital – uma D80 e/ou uma D200 – pode perfeitamente conjugar o melhor dos dois sensores e ficar com um sistema Aps-c + full-frame. Cada um terá que equacionar diversos factores, lentes actuais e estilo de fotografia que faz, mas parece-me que a Nikon não irá ter dificuldade em vender bem a D700 dada as suas qualidades. Pesando tudo a relação qualidade/preço parece-me justa para uma máquina deste nível.


1 Response to “Nikon D700 – as primeiras imagens.”


  1. Março 27, 2010 às 11:31 pm

    Realmente a maquina é excelente!!!! Ficará mais surpreso ainda quando ver os arquivos Raw


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


mário venda nova

contactos:

tlm 965 275 830

skype: elogiodasombra

"eu não quero saber se sou o primeiro a dar a notícia, só me preocupo em ter a informação correcta e fazê-lo bem. Essa é uma pressão diária."

larry king

trabalhos pessoais


mariovendanova.com
[este é o meu sítio pessoal onde estão os meus projectos já consolidados e acabados]

in every kind of light
[aqui estão os rascunhos dos meus projectos correntes e inacabados]

publicação de fotos

todas as fotografias pertencem aos respectivos autores assinalados e são publicadas apenas no estrito interesse do comentário e crítica sobre fotografia.

recursos


Loja 'o elogio' na Amazon
[larga variedade de livros de e sobre fotografia. se comprar via este link recebo uma pequena percentagem.]

Loja 'o elogio' na Amazon.com (EUA)
[igual ao link acima mas para a loja da Amazon EUA, de todas as compras continuo a receber uma pequena percentagem.]

Monochrom
[loja boutique, com artigos que não se encontram noutras lojas. os pápeis de impressão fine-art são bons.]

arquivo

stats