16
Set
08

O caso Jill Greenberg vs McCain.

jg
Jill Greenberg / The Manipulator

Tem sido um tema ‘quente’ nos últimos dias: a manipulação de fotografias de John McCain por Jill Greenberg. A fotógrafa foi contratada pela revista Atlantic para fazer a capa do mês de Outubro com o candidato John McCain, que efectuou mas decidiu ainda fazer mais uma ou duas fotografias para seu uso pessoal, apresentando como argumento de que seriam necessárias mais fotografias e sem dar conhecimento ao visado. Num acto que pode ser considerado como grosseiro, aproveitou a falta de ‘sofisticação’ (palavras da própria fotógrafa) dos assistentes de McCain e fotografou-o com uma iluminação vinda de baixo, o que criou uma imagem com um look de cinema de terror. Depois foi só meter a imagem no Photoshop e o resultado está aí: um McCain desfigurado, com dentes de tubarão e a boca cheia de sangue. Podia ter ficado por aqui, o que já de si era grave, mas não Jill continuou a publicar fotos de McCain na primeira página do ‘The Manipulator’ (a foto do meio foi publicada hoje), todas com mensagens políticas óbvias e em alguns casos as fotos são de um gosto bastante duvidoso (ver a terceira foto na série).

Aqui a política interessa-me pouco mas a questão de usar a imgem de alguém – goste-se ou não de McCain – para este tipo de uso é algo que me faz retorcer na cadeira, que a revista Atlantic tenha escolhido Greenberg sabendo que a mesma já tinha feito campanha feroz contra Bush e que tem um sítio chamado Manipulator parece-me demasiado naïve da parte dos editores, por muito que agora se desculpem em editoriais. Para mim é inaceitável que a fotógrafa tenha explorado esta situação e ainda tenha dito que apesar de toda a sua habilidade com a edição de imagem entregou à revista uma imagem que considera ‘má’ (referindo-se concretamente “I left his eyes red and his skin looking bad” fonte PDN). Apesar de não gostar de grandes manipulações, compreendo que é a norma nestas situações e o facto de Greenberg o saber e depois assumir que não o fez propositadamente parece-me falta de profissionalismo, no mínimo. Esta situação coloca-nos perante o facto do uso de imagens para fins não originalmente previstos – a capa da revista – e com imagens já disponíveis do sítio da fotógrafa:
jg-1

Mas as imagens estão aí e resta-nos saber como é que a opinião pública vai lidar com isto, embora me pareça que isto vai passar muito ao lado do público em geral, e as questões que vai levantar. É no entanto uma das melhores (embora de mau gosto) manobras publicitárias dos últimos anos, sem dúvida; com esta situação Jill Greenberg encaixa um novo público, tem divulgação nos principais jornais americanos, o New York Post por exemplo, e chama a atenção para o seu sítio, fá-lo ao arrepio de qualquer réstia de profissionalismo e bom gosto que, eventualmente, tinha mas isso talvez não seja o assunto em agenda aqui. Aqui, e o aqui é o sítio Manipulator, apenas interessou vender um produto – a fotógrafa – e nada mais, aplicando a velha máxima de que não há má nem boa publicidade, apenas há publicidade. Talvez…mas espero que isto não se vire contra ela mas, mais uma vez, suspeito que a revista está num papel de ingenuídade que não lhe assenta e só a responsabiliza mais, o colaborador Jeffrey Goldberg afirma no seu blogue: “Suffice it to say that her “art” is juvenile, and on occasion repulsive. This is not the issue, of course; the issue is that she betrayed this magazine, and disgraced her profession. (Será suficiente dizer que a sua ‘arte’ é juvenil, e ocasionalmente repulsiva. Isto não o assunto pricipal, o assunto é que ela traiu esta revista, e envergonhou a sua profissão.)”. Dado que Jill Greenberg é conhecida pelas suas técnicas ‘agressivas’ de manipulação, tem fotografias repulsivas e é anti-Bush porque raio foi a revista buscá-la para a fotografia de capa? Para além da atitude da fotógrafa não percebo também a atitude da revista, talvez (talvez…) se mereçam mutuamente.


0 Responses to “O caso Jill Greenberg vs McCain.”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


mário venda nova

contactos:

tlm 965 275 830

skype: elogiodasombra

"eu não quero saber se sou o primeiro a dar a notícia, só me preocupo em ter a informação correcta e fazê-lo bem. Essa é uma pressão diária."

larry king

trabalhos pessoais


mariovendanova.com
[este é o meu sítio pessoal onde estão os meus projectos já consolidados e acabados]

in every kind of light
[aqui estão os rascunhos dos meus projectos correntes e inacabados]

publicação de fotos

todas as fotografias pertencem aos respectivos autores assinalados e são publicadas apenas no estrito interesse do comentário e crítica sobre fotografia.

recursos


Loja 'o elogio' na Amazon
[larga variedade de livros de e sobre fotografia. se comprar via este link recebo uma pequena percentagem.]

Loja 'o elogio' na Amazon.com (EUA)
[igual ao link acima mas para a loja da Amazon EUA, de todas as compras continuo a receber uma pequena percentagem.]

Monochrom
[loja boutique, com artigos que não se encontram noutras lojas. os pápeis de impressão fine-art são bons.]

arquivo

stats