05
Ago
09

Um olhar sobre blogosfera e crítica fotográfica.

Um dos méritos do mais recente ensaio do Edgar Martins foi o de me ter criado o apetite para discutir o que se passa na fotografia hoje. Deixo para mais tarde o comentário sobre o referido ensaio mas o que me interessa neste momento em que escrevo é saber se a blogosfera está a cumprir o seu papel de crítica independente e será talvez um dos assuntos laterais desse lamentável ‘acidente’ mais premente de ser respondido.

Qual o papel que cabe aos blogues de fotografia hoje? É possível debitar linhas e linhas de informação, publicitar uma lista interminável de fotógrafos sem um olhar crítico, sem uma mais valia para além da publicação pela publicação?

Um artigo recente da PDN online – the digital curator – já tinha despertado a minha atenção para este tema e foi tema de debate ‘interno’ durante vários dias, hoje o papel dos blogues terá que sofrer uma alteração para conseguirem transmitir mais do que meia dúzia de links enquadrados por umas linhas de texto ou mais do que uma ou duas fotografias de um qualquer fotógrafo enquadradas com uma ligação para o restante trabalho. Hoje para ultrapassar essa barreira de mero transmissor um blogue terá que ter marcada e vincadamente uma autoria, para isso é necessário que os autores – todos nós que escrevemos sobre fotografia – consigam impor a sua marca naquilo que escrevem e como escrevem. O caso recente do Edgar Martins é o exemplo talvez mais próximo para se perceber que não basta publicar o ensaio do Edgar Martins, mostra-se também necessário comentar, contextualizar e debater. O Edgar Martins convida o leitor do seu texto a tirar as suas próprias conclusões pelo que também qualquer autor de blogue o pode fazer; mas acho que não só o pode como o deve fazer, é a nossa obrigação enquanto autores cuja opinião conta para um cabal esclarecimento dos nossos leitores. E cabe aos leitores criar um outro debate, através dos comentários, e contribuir assim para uma discussão alargada sobre o estado da fotografia hoje.

O comissionamento online – como lhe chama a PDN – é talvez a parte mais sensível da equação porque levanta outro tipo de questões, nomeadamente de direitos de autor.
Como chamar a atenção sobre o trabalho de um fotógrafo sem atropelar direitos de autor? Tenho como opinião de que se é para divulgar e se a autoria é fornecida em conjunto com as imagens podemos enquadrar a situação na crítica de arte mas não sou advogado por isso aceitem esta minha opinião exactamente como isso: uma opinião. Nos EUA existe a figuara do ‘fair use‘ (artigo traduzido da Wikipédia (br.) e artigo original em inglês) exactamente para cobrir a critica e informação jornalística.
Ainda recentemente tive uma pequena conversa via email sobre este assunto e de facto é uma situação algo difusa de contornos pouco claros e que fica um pouco ao citério do criticado, ou gosta e deixa ficar ou não gosta e aí podem surgir os conflitos.
Cabe portanto aos autores de blogues o bom senso de comissionarem os seus blogues, publicando os fotógrafos cujo trabalho acham que é uma mais valia para os seus leitores, deixando de parte aqueles que por alguma razão não encaixam na sua visão pessoal. Mas um autor deve fazer mais, nomeadamente divulgar exposições comentando-as criticamente, falar sobre livros e monografias, entrevistar fotógrafos e sobretudo utilizar as ferramentas que a rede global coloca à nossa disposição para realizar esse trabalho. Há todo um trabalho a fazer.

Publicar sem um olhar crítico significa não fazer distinções entre os trabalhos que realmente interessam e todos os outros, tudo fica reduzido a um denominador comum. Aceitar sem discussão tudo aquilo que nos dão para publicar é deixar de fazer um papel de interprete, de mediador e pura e simplesmente passar a ser um mensageiro; é deixar que a nossa marca – aquilo que nos distingue uns dos outros – fique relegada para um papel meramente decorativo apenas timidamente demonstrada por uma selecção indiferenciada do que publicamos nos blogues de que somos autores. E isso é claramente insuficiente para a clarificação do estado actual da fotografia pelo qual somos todos – fotógrafos, galeristas, curadores, comissários, editores de revistas, autores de blogues – responsáveis.

Anúncios

1 Response to “Um olhar sobre blogosfera e crítica fotográfica.”



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


mário venda nova

contactos:

tlm 965 275 830

skype: elogiodasombra

"eu não quero saber se sou o primeiro a dar a notícia, só me preocupo em ter a informação correcta e fazê-lo bem. Essa é uma pressão diária."

larry king

trabalhos pessoais


mariovendanova.com
[este é o meu sítio pessoal onde estão os meus projectos já consolidados e acabados]

in every kind of light
[aqui estão os rascunhos dos meus projectos correntes e inacabados]

publicação de fotos

todas as fotografias pertencem aos respectivos autores assinalados e são publicadas apenas no estrito interesse do comentário e crítica sobre fotografia.

recursos


Loja 'o elogio' na Amazon
[larga variedade de livros de e sobre fotografia. se comprar via este link recebo uma pequena percentagem.]

Loja 'o elogio' na Amazon.com (EUA)
[igual ao link acima mas para a loja da Amazon EUA, de todas as compras continuo a receber uma pequena percentagem.]

Monochrom
[loja boutique, com artigos que não se encontram noutras lojas. os pápeis de impressão fine-art são bons.]

arquivo

stats