06
Set
09

Dois festivais de fotografia, um objectivo comum.

Estão aí dois importantes festivais, o Visa pour l’image e o Noorderlicht.

O Visa pour l’image decorre até 13 de Setembro e irá contar com cerca de 30 exposições de vários fotógrafos, grande parte da selecção recai sobre o fotojornalismo e mais propriamente sobre reportagens de guerra. Mas o evento é mais do que exposições e outros eventos vão decorrer até ao final do festival: meetings de profissionais, um programa educativo, venda de livros e a entrega de prémios do festival. Como festival de cariz jornalístico e documental está num impasse, segundo a opinião do organizador Jean-François Leroy o festival recusa-se a ser apenas uma mostra dos últimos dinossauros do fotojornalismo, hoje ainda há vitalidade na reportagem mas cada vez mais é díficil encontrar um trabalho de pesquisa feito com ‘alma’.
Diz Jean-François Leroy:

The press is struggling; everyone is struggling. And with these different practices becoming more widespread, photo agencies that refuse to embark on such a system are being starved out of business, as are photographers in general. Who can still produce photos? When I say “produce”, I mean produce a real report, in length and depth, spending the time needed on the story, staying there, looking around, working and understanding the situation; in other words, being a “journalist”.

O NoorderLicht começa oficialmente hoje mas não sem polémica, a Associated Press recusou o texto do comissário Stuart Franklin por considerar que o mesmo era demasiado politizado e que isso para a AP era inaceitável face ao seu distanciamento e neutralidade política. O comunicado de Stuart Franklin e do festival:

I have been asked, not by the photographers in the field, but by those who appear to own the rights to some of the photographs, to ‘substantially moderate’ my curatorial text – an analysis of the historical background to the work. I am too upset to do this since this would emasculate my perspective beyond what is reasonable. So having been offered, against all the principles of free speech that I cherish so much, two modes of capitulation: the replacement of my text with one not written by me, and the removal of my text, I choose the latter option. So I will say nothing and let the pictures talk. The pictures must speak and one day, we must hope, their stories will be told.

Stuart Franklin
Curator of Point of No Return

Noorderlicht, for the first time in twenty years, has been forced to remove an essay by a curator, under threat of reprisal by Associated Press, one of the largest photo-agencies in the world. Having always worked on the cutting edge of photojournalism, not fearing to take a stand for the disenfranchised and the oppressed, we have found out the hard way that financial restraints (in view of possible legal action) can even force an organization like ours over the border between the powerful and the disempowered.
This is a maddening and frustrating conclusion. But there it is.

Ton Broekhuis
Director Noorderlicht Photography Foundation

Será um festival similar ao Visa pour l’image nos seus objectivos de mostrar o fotojornalismo actual e sobretudo de o contextualizar no mapa político actual. O statement do Noorderlicht diz muito sobre os objectivos destes dois festivais:

With photographs which sometimes hit you in the face, and sometimes get under your skin, the 2009 event makes it clear that unseen conflict is also a story that must be told.

Actualização
Sinais dos tempos, dos novos tempos, o Visa pour l’image tem uma aplicação no iTunes (para aceder ao link precisa de ter o iTunes no seu computador dado que é um link directo para a loja) onde é possível ler pequenos textos e ver algumas imagens das exposições.


0 Responses to “Dois festivais de fotografia, um objectivo comum.”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


mário venda nova

contactos:

tlm 965 275 830

skype: elogiodasombra

"eu não quero saber se sou o primeiro a dar a notícia, só me preocupo em ter a informação correcta e fazê-lo bem. Essa é uma pressão diária."

larry king

trabalhos pessoais


mariovendanova.com
[este é o meu sítio pessoal onde estão os meus projectos já consolidados e acabados]

in every kind of light
[aqui estão os rascunhos dos meus projectos correntes e inacabados]

publicação de fotos

todas as fotografias pertencem aos respectivos autores assinalados e são publicadas apenas no estrito interesse do comentário e crítica sobre fotografia.

recursos


Loja 'o elogio' na Amazon
[larga variedade de livros de e sobre fotografia. se comprar via este link recebo uma pequena percentagem.]

Loja 'o elogio' na Amazon.com (EUA)
[igual ao link acima mas para a loja da Amazon EUA, de todas as compras continuo a receber uma pequena percentagem.]

Monochrom
[loja boutique, com artigos que não se encontram noutras lojas. os pápeis de impressão fine-art são bons.]

arquivo

stats