Posts Tagged ‘ilustranatur

03
Out
09

O outono na serra da estrela.

Imagem 1(2)

A Serra da Estrela é um lugar mágico. De origem glaciar com os seus vales em forma de U, como o do Zêzere e Unhais, os 1993 metros de altitude conferem à Serra da Estrela o estatuto da maior montanha de Portugal. Do seu alto, uma paisagem multifacetada, marcada por recortados vales onde correm rios e ribeiros, sobre granito e xisto, pulando fragas, rochedos e penhascos montanha abaixo. Possui ainda diversos locais emblemáticos como o Covão da Ametade, onde por trás do cenário despido e frio dos Cântaros, se ouve, por entre vidoeiros, o tímido tilintar dos chapins e o correr silencioso do rio Zêzere.

Com o cenário do Outono como paleta de fundo, esta será igualmente uma excelente oportunidade para embarcar durante um fim de semana neste Foto Tour, conduzido pelo fotógrafo de Natureza João Nunes da Silva em parceria com a Turistrela. Uma oportunidade para conhecer e fotografar alguns dos mais emblemáticos locais da Estrela, ao mesmo tempo que ficará alojado num dos melhores hotéis de montanha da região e desfrutar da excelente gastronomia local. Como sempre, um fim de semana inesquecível.

Informações e incrições via joaonunesdasilva@clix.pt › telefone e/ou fax: 22 9534776 › telemóvel 96 1668735 › prazo limite de inscrições até ao dia 6 de Novembro › limitado a 12 participantes › 4 vagas disponíveis.

Anúncios
29
Set
09

Estuário do Rio Douro por João Nunes da Silva.

O fotógrafo João Nunes da Silva, que já foi entrevistado neste blogue, tem agora um novo ‘jornal’ sobre o estuário do Rio Douro, agora transformado em reserva local pela Câmara Municipal de Gaia e gerida pelo Parque Biológico de Gaia. Será por certo um projecto de fotografia de natureza a acompanhar nos próximos meses em que o João irá realizar várias incursões nesta nova reserva, como o próprio afirma.

Acho importantes estes projectos que se focam em determinadas áreas naturais dando assim novas perspectivas sobre as mesmas e ajudando ao mesmo tempo a sua preservação e conservação. Mas vindo do João Nunes, um dos membros fundadores da Quercus (associação na qual me inscrevi recentemente), isso não é de espantar.

26
Jun
07

Interview with João Nunes da Silva.

João Nunes da Silva é um dos nossos fotógrafos de natureza mais reconhecidos, dentro e fora de Portugal. Com uma carreira invejável, começou a sua actividade ainda era membro da Quercus, de que é aliás fundador, tendo optado por se tornar fotógrafo free-lancer em 1991. Criou a Ilustranatur, um banco de imagens dedicado a imagens de natureza. As suas fotografias têm aparecido em diversas publicações como a BBC Wildlife, Rotas & Destinos, Volta ao Mundo, National Geographic (Portugal) e Foto Digital, entre outras.
Tem dois livros publicados, “Aveiro Natural” e “O Tejo do estuário”e colaborado em vários. Actualmente prepara um novo trabalho sobre Portugal.

O seu percurso passa por ter sido um dos fundadores da Quercus até à fotografia como freelancer. Como efectuou este percurso? E qual a razão deste percurso?

Desde muito jovem que tinha uma enorme paixão pela Conservação da Natureza. Com a fundação da Quercus em 1985, passei a ter um grande envolvimento com diversas questões relacionadas com a conservação de algumas espécies como a cegonha-branca, abutres, etc. Ao fim de algum tempo o meu interesse passou também pelo seu registo (fotográfico), e aí as coisas foram evoluindo devagar, fotografando cada vez mais aspectos naturais da fauna e flora portuguesas. Iniciei igualmente uma série de viagens por áreas naturais europeias. Ao fim de alguns anos achei que era oportuno dar a conhecer o banco de imagens de imagens naturais que tinha criado e fundei a ILUSTRANATUR, uma empresa vocacionada para a comercialização e divulgação de imagens de Natureza. A par com isso iniciei a minha colaboração regular com algumas publicações na área das viagens onde escrevia sobre áreas naturais, fauna e flora.

Como defensor da conservação da natureza como vê o estado da mesma em Portugal? E como pode a fotografia ajudar na conservação da natureza?

Penso que apesar de tudo muita coisa tem melhorado em Portugal. As pessoas estão mais sensíveis e bastante mais interessadas por aspectos relacionados com a conservação do património natural, o que é muito positivo. Infelizmente vivemos num país com fracos recursos financeiros para apostar fortemente na conservação das nossas “relíquias” naturais. Muitas vezes projectos turísticos com objectivos meramente especulativos, continuam a ser responsáveis pela enorme pressão sobre as nossas áreas protegidas. A fotografia e o fotógrafo de Natureza tem um papel importantíssimo na promoção e salvaguarda desse património natural e também na denúncia dos atentados que cometem contra ele. Sei por experiência própria que vários artigos que produzi para diversas publicações tiveram um papel importante na promoção e salvaguarda de algumas zonas naturais. Foi uma maneira das pessoas conhecerem essas zonas, e a importância que elas têm para diversas espécies animais e vegetais.

A fotografia de natureza é uma disciplina exigente. Que conselho dá aos frequentadores dos seus Foto Tours?

É bastante exigente, sobretudo porque um fotógrafo de Natureza tem de conhecer bastante bem a biologia daquilo que quer fotografar (sobretudo quando se tratam de espécies de fauna). É necessário muito trabalho de campo, pesquisa e horas de espera em abrigos, muitas vezes sem se obter os resultados desejados. O sistema digital veio dar uma boa ajuda no nosso trabalho, já que podemos antever os resultados e saber se são os esperados. Os Foto Tours são um excelente meio para uma aprendizagem mais rápida e eficáz, já que os participantes podem aprender no terreno alguns dos nossos métodos de trabalho para obter os melhores resultados. São também um magnífico meio de convívio e troca de experiências.

O que define, na sua opinião, uma boa fotografia de natureza e que a faz destacar de entre todas as outras?

Isso depende e varia de observador para observador. Agora o que posso dizer é que uma imagem boa imagem de Natureza destaca-se de outra por factores tão importantes como luz, enquadramento, cor, definição e o próprio tema fotografado.

Por fim, como vê o estado da fotografia actualmente, com o nascimento de novas tecnologias e a democratização que o digital trouxe, será a morte da fotografia como arte?

Claro que não! Agora a competitividade aumentou uma vez que hoje em dia toda a gente fotografa. O digital é apenas mais uma evolução tecnológica, como as máquinas que foram evoluindo ao longo dos anos. tempos. No entanto muitos novos utilizadores, ainda não se convenceram é que com o sistema digital também temos que ser rigorosos a conseguir uma boa imagem como quando utilizávamos filme. Muitos iludem-se ao pensar que uma má imagem depois pode ser manipulada digitalmente e se transforma numa boa imagem. Isto é uma autentica falsidade e eu sou totalmente contra este tipo de manipulação digital.

©JNS_Explosão Outonal (1)
© João Nunes da Silva

Website de João Nunes da Silva.

~en~

João Nunes da Silva is one of the most known portuguese photographers. He has a brilliant career, started his activity while he was a member of Quercus and in 1981 he finally started a career as a free-lancer. He is also the founder of Ilustranatur, a portuguese stock agency, dedicated to nature photography. João Nunes da Silva have photographs published in a large number of magazine like BBC Wildlife, Rotas & Destinos, Volta ao Mundo, National Geographic (Portugal) and Foto Digital, among others.
He is the author of two books, “Aveiro Natural” and “O Tejo do estuário”.
Continue a ler ‘Interview with João Nunes da Silva.’




mário venda nova

contactos:

tlm 965 275 830

skype: elogiodasombra

"eu não quero saber se sou o primeiro a dar a notícia, só me preocupo em ter a informação correcta e fazê-lo bem. Essa é uma pressão diária."

larry king

trabalhos pessoais


mariovendanova.com
[este é o meu sítio pessoal onde estão os meus projectos já consolidados e acabados]

in every kind of light
[aqui estão os rascunhos dos meus projectos correntes e inacabados]

publicação de fotos

todas as fotografias pertencem aos respectivos autores assinalados e são publicadas apenas no estrito interesse do comentário e crítica sobre fotografia.

recursos


Loja 'o elogio' na Amazon
[larga variedade de livros de e sobre fotografia. se comprar via este link recebo uma pequena percentagem.]

Loja 'o elogio' na Amazon.com (EUA)
[igual ao link acima mas para a loja da Amazon EUA, de todas as compras continuo a receber uma pequena percentagem.]

Monochrom
[loja boutique, com artigos que não se encontram noutras lojas. os pápeis de impressão fine-art são bons.]

arquivo

stats